As Filhas do Jogo é um livro que tem como protagonistas duas mulheres fortes e determinadas. Tracy Whitney e sua irmã, Max, herdaram do pai um império de jogos de azar, no qual elas assumem as rédeas dos negócios. A obra é uma verdadeira ode ao poder das mulheres em um mundo onde o domínio é masculino.

O livro narra a trajetória das irmãs Whitney, apresentando Tracy como uma jovem bonita e inteligente que, após uma grande decepção amorosa, é presa injustamente em um crime que não cometeu. Na prisão, ela conhece um advogado que a ajuda a sair da cadeia e a usa em seus esquemas ilegais. Tracy então decide se vingar do homem que a enganou e parte em busca de justiça.

Com uma narrativa envolvente, Sidney Sheldon constrói um enredo repleto de reviravoltas e jogadas espertas. As irmãs Whitney enfrentam desafios constantes para manterem seus negócios funcionando e, ao mesmo tempo, lidar com inimigos que as querem fora do jogo. Tracy é uma personagem fascinante, que usa sua inteligência e astúcia para conseguir o que quer.

As Filhas do Jogo é um livro que mostra o quão importante é a presença das mulheres em posições de poder. Tracy e Max são exemplos de mulheres que, apesar dos obstáculos, conseguem se sobressair em um ambiente hostil. A obra também questiona a moralidade dos jogos de azar e a ética dos envolvidos no mundo do crime organizado.

O livro de Sidney Sheldon, publicado em 1985, tornou-se um sucesso imediato de vendas e estabeleceu o autor como um dos grandes nomes da literatura popular. Sua habilidade em criar personagens cativantes e tramas surpreendentes é evidente em As Filhas do Jogo, que conquistou leitores do mundo inteiro.

Em resumo, As Filhas do Jogo é uma obra que se destaca pela força das mulheres que a protagonizam. Tracy e Max são exemplos de mulheres que não se deixam intimidar pelo mundo masculino em que trabalham. O livro também é um questionamento sobre a ética dos jogos de azar e do crime organizado. Sidney Sheldon, mais uma vez, acerta em cheio ao criar uma obra que mescla suspense, ação e crítica social.